Quando descobri que estava grávida fiz logo as contas e percebi… vou passar o Verão grávida!

Naturalmente todos os cenários me passaram pela cabeça, desde os mais bonitos, caricátos como algumas preocupações.

Mas como qualquer grávida (tenho a certeza que todas se vão identificar), as opiniões e os conselhos logo começaram a surgir:
– “Aí… estar grávida no verão é terrível! Eu tenho uma amiga que ….
– “ui… tens tensão baixa? Vai te custar tanto. Comigo foi …..
– “Vais ficar com as pernas inchadas! Os meus pés pareciam patas de elefante”
– “Não vás para muito longe … não vais aguentar”
– “ Vais de carro? Vai ser penoso!;
– “Vais de avião? Mas o teu médico deixa? O meu não;
– ” vais ficar por cá? Não podes, tens que ir para algum lado, tens que descansar.
– “ Vais ter dificuldade em comer… neste altura do ano é tão bom uma boa salada, pena que não podes!”
– “Não exageres nos gelados.”

 

21268475_10212018144543571_752458624_n

Quem me conhece sabe que sou uma pessoa tranquila e não sofro por antecipação. Embora algumas opiniões possam se tornar desgastantes (devo confessar) nada era novo e sabia que eram todas ditas com um enorme carinho.

Então o que acontece realmente aconteceu no verão?
–  Pés inchados  ( Os meus pés ficaram inchados gordinhos)
Eu já faço naturalmente retenção de líquidos, por isso no pico do calor, lá apareceu os pés de FIONA.
Fui utilizando algumas técnicas que ajudaram imenso:
·         Massagens ( feita pela minha querida mãe e marido que é fisioterapeuta)
·         Exercício físico ( caminhadas e trabalho de gêmeos)
·         Água fria e com sal ( praia)
·         Fui alternado o calçado ( sapatilhas, salto alto com cunha)

–  Manchas escuras no rosto ( As minhas sardinhas sataram à vista)
Embora não tenha ficado com nenhuma mancha exagerada e “feia”, fiquei morena na cara. Optei sempre por utilizar um factor 50  e chapéu.

Feições de Mãe ( Para o meu ouvido era cara inchada)
Quanto a isso, nada pude fazer. Assimilei e aproveitei.

Tensões baixas (hahaha … as minhas não baixaram!)
Ao longo do ano tenho sempre tensões baixas, contudo durante a gravidez elas não sofreram grande alteração, o que foi fantástico pois o calor pode ser efectivamente desconfortável.
Caso tivesse tensões baixas  e consequentemente tonturas, certamente iria beber bastante água, deitar-me , colocar os pés para cima, etc. Técnicas simples que certamente iria ajudar imenso.

Idas frequentes à casa de Banho ( alguém já pensou em fazer um tour pelas casas de banho de Portugal? Eu já fiz!
Com o calor é fundamental beber mais água, desta forma é natural frequentes viagens à casa de banho. Prender o “xixi” não deve ser opção!

Saladas proibidas (ai…. comida fresquinha de verão…. ou talvez não!)
Não sendo imune a taxoplasmose, comer fora tornou-se um pouco complicado. Durante o verão comer uma salada é sempre bom, contudo o cuidado deve ser redobrado. Lembro me de ir comer a casa das minhas irmãs e ir de férias para o Algarve e colocar na mala um amigo novo ( Amukina).

Dor nos pés ( tive e tenho dores terríveis)
As dores nos pés começaram no verão. Naturalmente o peso vai aumentando ao longo da gravidez, desta forma a nossa passada fica alterada, a pressão sobre os pés é diferente, por isso as dores são perfeitamente compreensíveis e naturais.
Fazer longas caminhas nas praias,  massagens manuais e com a bola de ténis, foram alguns truques que utilizei que fizeram milagres.

Temperatura corporal aumenta (como friorenta assumida… adorei)
Efectivamente a temperatura corporal aumenta durante a gravidez e no verão poderá tornar-se penoso ou bastante mais incómodo. O meu truque foi pedir sempre bebidas com gelo, conduzir  carros e comer em restaurantes com ar conducionado, dormir com ventoinhas, etc.

Mas a vida de grávida no verão não é feita só de coisas “negativas”.
– Temos oportunidade de usar roupas mais frescas;
– Tirar fotos muito mais giras;
– Longos banhos na praia e piscina (ajudam a aliviar o peso)
– Dormir quase nua;
– Passar muito creme e não ter a roupa sempre a colar;
– Poder mostrar a barriguinha com muito orgulho.

Por todos os motivos e mais algum… Adoro ser uma mamã de verão!

 

21244445_10212018144623573_1733688804_n

 

Fica aqui algumas opiniões das minhas “amigas mamãs” do grupo Mamãs de setembro (e agosto) de 2017 (PT) do Facebook.

“Pessoalmente estava com muito receio mas tenho conseguido aguentar bem o verão deste ano. Nem acho que esteja assim tanto calor mas na zona oeste o clima vareia, não varia 😊
Todavia … Desconhecia o desconforto dos pés inchados que chegam a doer… A transpiração essa é demais assim como o cansaço… Enfim! Tudo por um bem maior “

“Já é a minha segunda gravidez de verão , posso dizer que o que penso desta em nada tem a haver com o que pensei na primeira! A primeira gravidez amei estar gravida , sempre sonhei em ir a Praia e mostrar a barriga de biquini, tive sorte em ambas pois nunca inchei, mas na primeira há 4 anos, foi um verão relativamente fresco … e dormi sempre bem. Também era o primeiro filho e descansava as horas que queria . Nesta segunda gravidez, o cansaço tem sido bastante, tenho tido muita dificuldade em suportar o calor , e ter um pigalhete de 4 anos deixa me derreada. Chateia me não poder fazer certas coisas, como lhe dar colo… o bom de verão é as roupas … serem muito leves o que facilita bastante. Se pensar numa terceira gravidez…tenho que fazer de maneira que nasça na primavera início de verão ! Lool”

“Eu estou a viver em Inglaterra e por isso a minha experiência é ligeiramente diferente das mamas que vivem em Portugal.
O calor aqui não é tanto e não fica durante semanas a fio, no entanto quando temos as “ondas de calor” só consigo dormir com ventoinha virada para mim e não da vontade de fazer nada! Por sorte não tenho tendência a ficar inchada mesmo durante a gravidez…”

“Eu tenho sofrido muito com o calor, estou sempre a suar muito todas noites minha almofada fica encharcada de agua, so estou bem ao pe da a ventoinha. Sempre gostei muito do verão mas este ano ate sonho com dias de chuva.”

“O bom de estar grávida nesta altura é mesmo pelas roupas leves e calçado mais confortável. O calor incomoda a grávidas e não grávidas, mas este verão para as grávidas foi bom, pelo menos pelo litoral norte. Não tenho razão de queixa de pés ou mãos inchadas. Nós duas mais quentes evitem sempre sair, o que ajudou muito em tudo. Contrariamente ao que pensava é uma boa altura para se estar grávida. E ainda teremos o outubro para recuperar com um tempo ameno sem grande frio…seguindo a tendência dos anos anteriores…espero que se repita…ah, coincidência ou não, como andamos com menos roupa, temos a ideia de Praia e piscina, também se tem mais noção e cuidado na alimentação e consequentemente no peso ☺️”

(Agradeço de coração o testemunho de todas… Beijinhos)

 

 

 

Escrito por: Rafaela Gouveia

Deixe um comentário:

(optional field)

Nenhum comentário.